Pellets para aplicações de alta viscosidade

O ponto de início é a produção de resíduos de fibras, filme e borras de laçamento. Estes tem o tamanho compactado, e se necessário, aglomerados e alimentados na extrusora MRS através de um detector de metais, onde são fundidos e degaseificados –  contaminantes voláteis tais como água superficial ou intrínseca, óleo de fiação ou outros óleos de processamento, são extraídos. Contaminantes sólidos são extraídos com o Sistema Rotativo de Filtração, e através de uma bomba de engrenagens, a massa de PET é alimentada na fase líquida do Sistema de incremento de IV, JUMP. Dispositivos para agitar e misturar, dentro do o reator JUMP, também alcançam – sob vácuo profundo – altas taxas de troca superficial de polímero, e assim atingem o IV selecionado. A viscosidade é ajustada através do Viscosimetro Online, em combinação com o sistema de controle de processo. A massa de polímero é bombeada para fora do vácuo, através de um outro Sistema Rotativo de Filtração para filtração fina, e é então pelletizado.